Blog do Kramer
Música, cinema, literatura, comportamento e afins.

Sidney Lumet

Sidney Lumet

Sidney Lumet  (1924 / 2011)

Cineasta

Sidney Lumet foi um cineasta americano que dirigiu mais de 50 filmes, caracterizados pela crítica contra o preconceito e a corrupção nos âmbitos da justiça e política. Lumet conseguia extrair dos atores o máximo de suas performances, projetando-os para uma carreira brilhante e de sucesso, como foi o caso de Al Pacino, Sean Connery, John Cazale, entre outros.

Lumet e Al Pacino em 1973

Seus filmes possuem alto grau de dramaticidade, narrativa tensa e vigorosa. Notáveis assim como os do mestre Hitchcock, tem a capacidade de prender o espectador do começo ao fim.

Lumet conseguiu moldar seu próprio estilo com autenticidade e talento. Em 2005 recebeu um Oscar honorário por seus “brilhantes serviços aos roteiristas, artistas, e à arte do cinema”.

Alguns de seus filmes mais marcantes que já assisti são:

Doze Homens e Uma Sentença (57) – A maior parte do filme é ambientada em um tribunal, onde um jovem está sendo acusado de matar o próprio pai a facadas. Todas as evidências apontam para ele como o responsável pelo crime e 11 jurados estão convencidos de sua culpa. Porém, um último jurado crê na sua inocência e vai tentar convencê-los de que o jovem não deve ser condenado.

Longa Jornada Noite Adentro (62) – O filme retrata a crise de uma família, com o temperamento frio e egoísta do pai, vícios e doenças entre os familiares.

A Colina dos Homens Perdidos (65) – Durante a 2ª Guerra Mundial, no deserto líbio, há um acampamento militar cujo objetivo é disciplinar os militares que tiveram um comportamento reprovável. Os prisioneiros são perseguidos pelo 2º sargento Williams, que os faz cumprir castigos debaixo do sol escaldante. Um dia chegam 5 novos prisioneiros e cada um enfrentará de modo diferente a autoridade e o sadismo de Williams.

O Golpe de John Anderson (71) – Um ex-presidiário reúne os mais experientes ladrões de Nova Iorque para organizar e executar o roubo de um luxuoso edifício, mas todos seus passos são monitorados por câmeras.

Serpico (73) – Na Nova York dos anos 70, o filme conta a história baseada em fatos verídicos de um policial jovem e idealista que, ao contrário de muitos de seus colegas, se nega a aceitar dinheiro oriundo da extorsão de criminosos locais. Com isso, ele passa a enfrentar a resistência de seus superiores em aceitar seus métodos pouco ortodoxos de combate ao crime e deixa clara a sua indignação diante da corrupção generalizada entre seus colegas da polícia, passando a colocar a própria vida em risco.

Um Dia de Cão (75) – Movidos por um motivo insólito, dois assaltantes totalmente amadores planejam um assalto a banco, porém o plano sai errado, e o assalto se estende por horas, com a companhia da polícia, curiosos e da imprensa.

Rede de Intrigas (76) – Um locutor de noticiário de uma TV é demitido em razão da baixa audiência do programa. Ele então anuncia que irá cometer suicídio no ar. O filme procura mostrar a desumanidade da indústria televisiva e de outras corporações, sedentas por dinheiro, via índices de audiência

Fonte parcial: http://wikipedia.org/

Nenhuma resposta to “Sidney Lumet”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: