Blog do Kramer
Música, cinema, literatura, comportamento e afins.

Billie Holiday

Billie Holiday

Billie Holiday – Uma diva especial do Jazz

Considerada por muitos a maior cantora de jazz de todos os tempos, Billie Holiday  (1915 – 1959), encantou o mundo com canções que retratavam grandes sentimentos.

Americana negra e pobre, teve um pai que abandonou a família quando ela era ainda um bebê, e sua mãe também freqüentemente se ausentava, deixando-a com familiares. Billie passou por todos os sofrimentos possíveis, aos dez anos foi violentada sexualmente por um vizinho, e internada numa casa de correção para meninas vítimas de abuso. Aos doze, trabalhava lavando o chão de prostíbulos, aos quatorze caiu na prostituição, aos 15 estando mãe e filha ameaçadas de despejo, teve que sair a rua em desespero, na busca de algum dinheiro.Assim, Billie conseguiu uma vaga como cantora em um bar no Harlem, em uma época de segregação racial (anos 30).

Billie nunca teve educação formal de música e seu aprendizado autodidata se deu ouvindo Bessie Smith e Louis Armstrong.

Cantando em diversas casas, conseguiu atrair atenção e gravou seu primeiro disco com a big band de Benny Goodman. Era o início de sua carreira. Depois cantou com as big bands de Artie Shaw,  Duke Ellington, Louis Armstrong.e Count Basie.

A partir de 1940, apesar do sucesso, Billie sucumbiu ao álcool e às drogas, passando por momentos de depressão, que se refletia em sua voz. Sua morte prematura (com 44 anos) foi devido a overdose de drogas.

Billie Holiday foi uma das mais comoventes cantoras de jazz, com uma voz suave, etérea, flexível, levemente rouca, expressando incrível profundidade de emoção, tendo a ver com o estilo do saxofonista Lester Young, com quem em quatro anos, gravou cerca de cinqüenta canções, repletas de swing e cumplicidade.

Sweet lady

Algumas de suas mais lindas canções, pra mim são: Glummy sunday (regravada por diversas artistas populares e de jazz), You let me down, One never knows, On a sentimental side, My man, Tell me more, Georgia on my mind, e a maravilhosa God bless the child.

Não há anda como numa tarde de domingo, ler um bom livro ao som de Billie, aos sopros de um bom e velho charuto baiano ou cubano!

“God bless the child”:  http://www.youtube.com/watch?v=Z_1LfT1MvzI

Onde encontrar: http://www.buscape.com.br/

Nenhuma resposta to “Billie Holiday”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: