Blog do Kramer
Música, cinema, literatura, comportamento e afins.

Blade Runner

Blade Runner

Blade Runner – O caçador de andróides

Ano de lançamento: 1982

Direção: Ridley Scott

Atores: Harrison Ford, Rutger Hauer, Sean Young, Edward James Olmos, Daryl Hannah

Baseado no livro Do Androids Dream of Electric Sheep? de Philip K. Dick

Trilha sonora: Vangelis

O filme descreve um futuro em que uma grande corporação inicia a colonização espacial, criando seres geneticamente alterados, o replicantes, que são mais forte e ágeis que o ser humano e com o mesmo potencial de inteligência, além de mais agressivos e sem estabilidade emocional.

Os replicantes são utilizados como escravos na colonização e exploração de outros planetas e seu período de vida se limita a 4 anos.

Harrison Ford como Deckard

Seu comportamento e sua aparência física são as mesmas que de um ser humano, dificultando dessa forma a sua real identificação.

Policiais daqui da Terra de um esquadrão de elite, conhecidos como Blade Runners, têm ordem para atirar para matar replicantes dissidentes que aqui se encontram. Tal ato não é chamado de remoção.

Em 2019, na cidade de Los Angeles, quando cinco replicantes dissidentes vem para cá com o intuito de localizar seu criador para forçá-lo a aumentar seus períodos de vida, um ex-Blade Runner Deckard (Harrison Ford), conhecido como “expert” no assunto, é encarregado de caçá-los, porém acaba se envolvendo emocionalmente com uma replicante, gerando um grande impasse à história.

Ao visitar Tyrell, o criador dos replicantes, Deckard conhece sua jovem assistente Rachael, que também é uma replicante munida com todas as memórias de uma sobrinha de Tyrell, e apoiada nisso não consegue acreditar que é uma replicante. A cena em que ela é submetida a um teste é uma das mais comoventes do filme.

O filme tem um fundo com questão filosófica sutil, um a um os replicantes são caçados, e ao longo do filme parecem adquirir características humanas, enquanto os verdadeiros humanos que os caçam parecem adquirir, cada vez mais, características desumanas. Ao fim, as questões que afligem os replicantes acabam se tornando as mesmas que afligem os humanos.

Airship em ação

A trilha sonora composta por Vangelis cai maravilhosamente bem de acordo com o clima do filme, criando nostalgia, futurismo e fantasia.

As imagens futuristas que aparecem filme são impressionantes, feitas com perfeição (considerando também que foram feitas em 1982).

O filme ganhou Oscar de melhor direção de arte e melhores efeitos visuais, além de outros prêmios de melhor figurino, melhor fotografia e melhor trilha sonora.

“Blade runner blues”: http://www.youtube.com/watch?v=RScZrvTebeA

“Tears in the rain”: http://www.youtube.com/watch?v=VupxqjTGAyk

Onde encontrar: http://www.buscape.com.br/

Nenhuma resposta to “Blade Runner”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: