Blog do Kramer
Música, cinema, literatura, comportamento e afins.

Genesis

Genesis – The Lambs Lies Down on Broadway

Genesis

The lambs lies down on Broadway

Ano de lançamento: 1974

O álbum conta a história surreal do jovem delinqüente porto riquenho Rael, que morando em Nova Iorque é varrido para uma dimensão alternativa com criaturas bizarras e outros perigos, com a missão de resgatar seu irmão John. Escrita por Peter Gabriel, várias ocorrências e lugares descritos derivam de sonhos do próprio, e o nome do protagonista é um trocadilho com seu sobrenome.

Genesis 1975

Durante a pré-produção de The Lamb, Gabriel contactou o cineasta William Friedkin, na época aproveitando o grande sucesso de O Exorcista, para um possível filme. Apesar da desaprovação dos outros membros, Gabriel deixou a banda para trabalhar em alguns rascunhos, mas acabou voltando, pois o projeto não foi adiante.

Na turnê desse disco Gabriel começou a usar criações assustadoras no palco e o show logo deixaria os demais integrantes irritados, pois Gabriel parecia ser a grande estrela e não o Genesis. Os demais membros ficavam escondidos ou em segundo plano, gerando mais conflitos internos.

Após a turnê Gabriel decidiu sair da banda por definitivo, tornando o assunto público em agosto de 1975. A partir daí iniciou uma bela carreira solo que perdura até hoje com sua característica marcante de acrescentar aos shows criativas formas visuais e tecnologias alternativas.

Sem ele, a história do Gênesis seria outra.

Peter Gabriel e Phil Collins

“The Lambs lies down” é para mim o melhor disco do Genesis, onde contém a essência do rock progressivo, com muitas “viagens” e arranjos elaborados, bastante destaque para os teclados de Peter Banks e a magnífica voz de Gabriel. Nesse disco também Mike Rutherford usou um efeito diferente que destacou seu baixo, contribuindo para que  The Lamb seja uma obra única e sem comparações.

Em “Fly On A Windshield” os teclados se interpõe criando uma atmosfera mística para os vocais.

“Back In N.Y.C.” pra mim está entre as 10 melhores do Gênesis. É uma canção sobre o estilo de vida agressivo do personagem Rael. Gabriel encarna essa forma agressiva transpondo para a música muita competência e genialidade.

Gabriel em uma das fantasias

“The Carpet Crawlers” é um lindo clássico. Foi executada na voz de Phil Collins  após a saída de Gabriel, no disco “Seconds out” em 1977.

Em “The Waiting Room” Phil Collins demonstra parte de suas habilidades na bateria. Em cima de uma base instrumental fixa ele faz diversas variações de ritmos e andamentos.

O disco ainda teve a colaboração de Brian Eno, que fez algumas ambientações.

Imperdível pra quem curte boa música.

“Back in NYC”: http://www.youtube.com/watch?v=8uA6oy46e4o

Onde encontrar:  http://www.buscape.com.br/

2 Respostas to “Genesis”

  1. Maravilhosa matéria, parabéns, viagem garantida da primeira à ultima palavra.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: